Páginas

sábado, 16 de dezembro de 2017

Fiern/Consult Pesquisa mostra reprovação maciça de Temer e Robinson

 

Números ao Governo do RN e também ao Senado revelam quadro ainda bastante aberto para disputas 

A Federação das Indústrias do Estado do RN (FIERN) divulgou nesta quinta-feira (14), durante reunião da Diretoria da Federação das Indústrias, na Casa da Indústria, pesquisa de opinião pública elaborada pelo Instituto Consult Pesquisa. O trabalho está dividido em em duas partes, uma administrativa e outra política. 
A pesquisa ouviu os potiguares sobre quais são os maiores problemas do RN; iniciativas mais importantes a serem trabalhadas pelo setor público; índices de aprovação do presidente Michel Temer (PMDB) e do governador Robinson Faria (PSD); e as preferências dos eleitores para o Governo do Estado e Senado em 2018. 
Temer e Robinson têm desempenhos desastrosos em números levantados pelo Consult (Foto: arquivo) 
Veja uma síntese da pesquisa adiante: 
Presidente Temer 
Pela pesquisa o presidente Michel Temer tem 89,29% de desaprovação. 
Robinson Faria 
O governador Robinson Faria está com 85,24% de desaprovação. 
Disputa ao Governo do RN (Estimulada) 
Fátima e Carlos aparecem descolados do pelotão mais "atrasado" (Fotos: arquivo) 
Para o Governo do Estado, na pergunta estimulada, o resultado é o seguinte: Fátima Bezerra (PT) tem 20,29%, Carlos Eduardo (PDT), 11,41%, Flávio Rocha (sem partido), 6,59%, Robinson Faria, 5%, desembargador Cláudio Santos (sem partido), 2%, Tião Couto, 1,41%. 
Disputa ao Governo do RN (Espontânea) 
Na pergunta não estimulada (Espontânea)Fátima Bezerra tem 1,94%, Robinson Faria, 1,18%, Carlos Eduardo, 1,06%, Garibaldi Filho, 0,35%, José Agripino, 0,18%. 
Disputa ao Senado do RN (Estimulada) 
Para o Senado, na pergunta estimulada, primeiro voto, Garibaldi Alves Filho (PMDB) tem 15,76%, Zenaide Maia (PR), 12,12%, José Agripino (DEM), 6,94%, Magnólia Figueiredo (SDD), 2,41% e Tião Couto (PSBD), 1,41%. 
A preferência, segundo voto, ficou assim: José Agripino, 6,18%, Garibaldi Alves Filho, 3,12%, Zenaide Maia, 3,12%, Magnólia Figueiredo, 2,59% e Tião Couto, 1,12%. 
Corrida ao Senado, com Garibaldi, Agripino e Zenaide apresenta desempenhos próximos (Foto: montagem Rede News) 
Maiores problemas do RN 
A “Segurança/Violência/Falta de Policiamento” (39,8%), “Saúde/Greve na Saúde/ Falta Remédios e Médicos” (20,5%), “Água” (10,8%) e “Desemprego” (8,4%). 
Realizada no período compreendido entre 02 de dezembro e 07 de dezembro, o levantamento entrevistou 1.700 pessoas e abrangeu todo o Estado do Rio Grande do Norte. 
Segundo o presidente Amaro Sales de Araújo, da Fiern, a pesquisa é uma prestação de serviço que a entidade presta aos industriais e à sociedade potiguar neste ano pré-eleitoral.

APÓS DEIXAR O GOVERNO, JULIANNE FARIA TAMBÉM ABANDONA PARTIDO DE ROBINSON

 

 
Quase toda a imprensa do RN está repercutindo a informação de que a primeira-dama do Estado, Julianne Faria, resolveu pedir desfiliação do PSD, partido cujo presidente estadual é o governador Robinson Faria. 
O anúncio da saída de Julianne Faria dos quadros do PSD acontece uma semana após ela ter pedido exoneração da titularidade da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), pasta que vinha comandando desde o início do atual governo. 
A saída misteriosa de Julianne tanto do Governo quanto do PSD estimulam ainda mais as especulações em torno da tese de estremecimento nas relações do primeiro casal do RN.
Aguardemos... 

Fonte: Política Pauferrense

Congresso aprova salário mínimo de R$ 965 para 2018

 

O salário mínimo em 2018 deve ser de R$ 965. O valor faz parte da proposta orçamentária para o ano que vem, que foi aprovada na noite desta quarta-feira, 13, pelo Congresso Nacional. O valor representa um aumento de 3% sobre o piso atual, de R$ 937. 

O número definitivo do salário mínimo só será conhecido quando o presidente Michel Temer assinar o decreto atualizando o piso, com base na legislação, o que deve ocorre no fim deste ano. 

A primeira previsão do governo apontava um mínimo de R$ 979 e, em seguida, o valor passou para R$ 969. Desde outubro, no entanto, os cálculos apontam para R$ 965, ou seja, R$ 14 a menos do que o índice inicial. O valor é definido por um cálculo que leva em conta a inflação do ano anterior e o crescimento do PIB de dois anos antes. 

Além do piso, o Orçamento da União de 2018 aprovado é de R$ 3,5 trilhões, incluindo o refinanciamento da dívida pública. Pela proposta, será destinado R$ 1,7 bilhão para o fundo eleitoral que financiará as campanhas. 

Ainda no texto, está prevista a destinação de R$ 250 milhões para a implantação do voto impresso, exigência aprovada na reforma política que passou no Congresso em outubro. Os gastos com a Previdência Social ficam em R$ 585 bilhões, enquanto o pagamento com juros da dívida pública alcança R$ 316 bilhões. 

O projeto vai à sanção prevendo um déficit primário de R$ 157 bilhões para o governo federal no próximo ano. O número é um pouco menor do que os R$ 159 bilhões determinados pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) como meta fiscal para o próximo ano.

Com salários atrasados, socorristas do Samu vendem água e pedem dinheiro no sinal em Natal, no RN

Com salários atrasados, servidores do Samu Metropolitano fizeram um protesto na manhã desta quinta-feira (14) pedindo dinheiro no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira, em Natal. 
Eles também venderam balas e água mineral para os motoristas que passavam pela região. 
 
Materia Completa AQUI

Petrobras anuncia queda de 2% nos preços da gasolina e do diesel


Os preços do diesel também terão redução de 2%. Os novos valores valem a partir desta sexta-feira, dia 15 de dezembro. 

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho passado. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. 

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. 

Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais. 

Fonte: O Natalense

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

PT delibera por candidatura própria ao Governo do RN, critica Robinson e antecessores


O Diretório Estadual do PT/RN, reunido de forma ordinária, em 09 de dezembro de 2017, na cidade de Natal-RN, aprovou a seguinte resolução:
“O RN atravessa uma grave crise, aprofundada pelo modelo de gestão praticado pelo atual Governador e sentida principalmente pela sua população pobre, pelos jovens e negros/as, além de setores representativos do Estado, como os servidores públicos. Em resposta à atual conjuntura, o Governo se exime da sua responsabilidade relacionada a esses segmentos e impõe medidas que beneficiam exclusivamente pequenos grupos já privilegiados;
Enquanto outros estados do Nordeste experimentaram, em algum momento, a eleição de governos populares, de caráter renovador e até o avanço da esquerda, a política do Rio Grande do Norte se confunde até hoje com a história do coronelismo oligárquico;
Apesar do esforço realizado pelo PT-RN nas eleições de 2014 no sentido de construir uma alternativa mediada, frente à força política de oligarquias tradicionais que se revezam no Poder há décadas, o atual governador traiu o programa que o elegeu, reproduzindo o mesmo modelo conservador e elitista de gestão dos que o antecederam;
O Rio Grande do Norte não pode continuar aprisionado à lógica desses grupos tradicionais e/ou oligárquicos, que vivem uma crise profunda, imersos em denúncias e investigações por corrupção;
Nesse contexto, o PT/RN, que tem exercido nas suas diversas frentes de atuação um papel destacado na defesa dos direitos dos segmentos com os quais dialoga historicamente, deve ter o pleito eleitoral de 2018 como central para o próximo período, seja no sentido de massificar o seu trabalho de base, denunciando de forma contundente as consequências perversas do golpe sobre a classe trabalhadora, seja na perspectiva de apresentar ao RN uma alternativa programática que rompa com o modelo oligarca e elitista prevalecente até então.
Devemos continuar acumulando forças para a disputa eleitoral de 2018. A recente exposição dos grupos tradicionais e familiares da política estadual indica para as próximas eleições um cenário favorável a mudanças, que tanto podem ser de avanço popular, quanto de surgimento de outras elites tão ou mais conservadoras e perigosas quanto os grupos oligárquicos, com os quais compartilha um objetivo comum: a manutenção de privilégios. Dentre estes estão os defensores da anti-política, com discursos moralistas e práticas fascistas;
O Partido dos Trabalhadores, com a realização dos seminários “O PT pensa o RN rumo a 2018”, iniciou o diálogo em todas as regiões em torno de um projeto para o Estado que considere suas deficiências e potencialidades e que aponte soluções, a médio e longo prazo, correspondentes à enorme expectativa que a população tem de um possível governo do PT. A etapa seguinte será de aprofundamento do debate programático, com discussões temáticas, e deverá agregar a esse esforço os setores mais avançados da sociedade, como a academia e, principalmente, os movimentos sociais. É preciso apresentar à sociedade um projeto para o Estado composto de alternativas reais aos desafios colocados;
O PT-RN reafirma disposição aprovada em seu último Congresso de apresentar candidatura própria ao Governo do Estado, devendo, para tanto, protagonizar a construção de uma aliança popular e democrática despontará como alternativa às forças políticas historicamente hegemônicas no estado;
As definições sobre alianças deverão, ainda, ter como norte o projeto nacional do partido, nossa prioridade absoluta. As deliberações do PT/RN serão construídas sempre em parceria com o Diretório Nacional do Partido, no sentido de inserir o RN no projeto nacional, mantendo um diálogo que evite desencontros da tática estabelecida para a disputa nacional com a realidade local;
No tocante às chapas proporcionais, tendo em vista que a disputa para o Congresso Nacional se reveste de fundamental importância, principalmente por se tratar da formação da base parlamentar que dará sustentação ao futuro governo do presidente Lula, o PT-RN constituirá uma tática eleitoral que nos aproxime da viabilidade, no mínimo, da retomada da vaga anteriormente ocupada na Câmara Federal e da composição de uma chapa competitiva na disputa ao Senado;
Da mesma forma, é essencial que o PT trabalhe para eleger uma bancada de deputados(as) estaduais que dê sustentação ao futuro governo petista na Assembleia Legislativa do RN;
Se referenciando na experiência exitosa das eleições de 2002, o PT trabalhará a formação de chapas proporcionais (estadual e federal) aliando representações municipais e regionais, segmentos sociais e étnicos e renovação geracional, prioridade que deve envolver as instâncias partidárias em todos os níveis. Isso dará ao PT as condições objetivas de eleição da maior representação parlamentar da história do PT/RN;
O PT-RN conduzirá esse processo sempre buscando oportunizar espaços de diálogo e consulta à sua militância, que se destaca como um dos principais diferenciais do nosso Partido, em reconhecimento ao papel indispensável por ela exercido em todas as disputas políticas travadas pelo PT, assim como por entender que toda e qualquer conquista partidária passa necessariamente pelas mãos e participação do conjunto de filiados(as) e militantes petistas.”
Natal, 09 de dezembro de 2017.
 

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Senado aprova aumento do repasse da União para os municípios


O Senado aprovou nesta quarta-feira (6) a proposta de emenda à Constituição que aumenta o repasse da União às prefeituras por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Após acordo, a votação da PEC foi realizada em dois turnos, e segue agora para análise da Câmara dos Deputados.

A PEC determina a elevação de um ponto percentual no repasse entregue aos estados e municípios, oriundo das arrecadações do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A distribuição dos recursos será alterada de 49% para 50%, e o novo repasse será feito em setembro de cada ano.

De acordo com os defensores da proposta, os municípios, historicamente, recebem os menores valores em setembro e outubro devido à restituição do Imposto de Renda dos contribuintes.

Paulo Victor Chagas

Municípios recebem na sexta-feira mais de R$ 3,5 bilhões do primeiro decêndio do FPM




Será creditado nesta sexta-feira, 8 de dezembro, nas contas das prefeituras brasileiras, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao 1º decêndio deste mês. O montante será de R$ 2.807.005.606,28, já descontada a dedução do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, isto é, incluindo a dedução do Fundeb, o montante é de R$ 3.508.757.007,85.

De acordo com o levantamento feito pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) com base nos dados do FPM, o 1º decêndio de dezembro de 2017, quando comparado com o mesmo decêndio de 2016, apresenta aumento de 10,3% em termos nominais, ou seja, sem considerar os efeitos da inflação. Por sua vez, o valor real do repasse do 1º decêndio de dezembro em relação ao mesmo período de 2016 apresentou aumento de 7,92% levando em conta as consequências da inflação.

Repasse emergencial 
No mês de novembro, as cidades brasileiras conquistaram, durante a mobilização promovida pela CNM denominada Não Deixe os Municípios Afundarem, um aporte financeiro no valor de R$ 2 bilhões que será repassado ainda neste mês de dezembro.

Mesmo com esse recurso, a CNM lembra que o cenário ainda é de alerta e requer atenção dos gestores. A entidade entende ser necessário realizar um planejamento e reestruturação dos compromissos financeiros das prefeituras para que seja possível fechar as contas não deixar Restos a Pagar (RAP).

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Lula quer nova carta aos brasileiros ‘voltada ao povo’


CATIA SEABRA
FOLHA DE SÃO PAULO
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discute com seus colaboradores a redação de uma nova “Carta aos Brasileiros”, a exemplo da lançada em 2002 para mitigar tremores na economia provocados, à época, pela iminência de sua vitória.
Diferentemente da mensagem de 2002 -endereçada ao mercado financeiro-, a versão 2018 será uma cartade “compromissos com o povo”, especialmente a classe média. Presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, diz que seu destinatário será o país. “Não o mercado”.
Segundo aliados, Lula está preocupado com o clima de tensão no país e pretende estabelecer um diálogo direto com o eleitor.

Termina o Brasileirão 2017: saiba quem vai à Libertadores e quem caiu


 
O Campeonato Brasileiro de 2017 chegou ao fim neste domingo (3), com a sua 38ª, emocionante e última rodada. O Coritiba perdeu para a Chapecoense e terminou a competição na 17ª colocação, rebaixado à Série B. Já o Avaí empatou com o Santos, ficou na 18ª posição e também caiu para a segundona do ano que vem. Ponte Preta e Atlético-GO, que completam o Z4, já entraram em campo rebaixados. Esses foram os quatro times rebaixados.
Na parte de cima da tabela, o Flamengo foi o destaque. O Rubro-Negro carioca venceu o Vitória por 2 a 1, em Salvador, e ficou com a última vaga da Libertadores do ano que vem através do Brasileirão.
Corinthians, que conquistou o título do Brasileiro por antecipação, o Grêmio (4º), campeão da atual edição da Libertadores, e o Cruzeiro (5º), vencedor da Copa do Brasil, já começaram a rodada classificados para a competição continental, assim como Palmeiras (2º) e Santos (3º).
Vasco e Chapecoense, que venceram Ponte Preta e Coritiba, respectivamente, se garantiram na pré-Libertadores.
A artilharia ficou com Henrique Dourado, do Fluminense, e Jô, do Corinthians. Eles marcaram 18 gols cada um. André, do Sport, ficou na segunda posição, com 16 gols, e Lucca, da Ponte, ficou em terceiro, com 13 tentos.
 
Por Robson Pires 

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Concurso da UFRN oferece 76 vagas para professor




A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza concurso público para o provimento de cargo de professor do magistério superior. As inscrições acontecem de 1° a 29 de dezembro de 2017. São oferecidas 76 vagas para várias áreas, incluindo um cargo para professor/pesquisador (adjunto-A com dedicação exclusiva) em Neurociências, com foco na área de Neurofisiologia em Primatas Não-Humanos, destinado ao Instituto do Cérebro (ICe).
O Concurso constará de quatro etapas de avaliações: provas escrita, didática e de títulos, além de defesa de memorial e um projeto de prática profissional. As avaliações das Unidades Acadêmicas Especializadas acontecem de 29 de abril a 12 de maio de 2018. O anúncio e o formulário de inscrição podem ser encontrados aqui.
Candidatos de outra nacionalidade podem entrar em contato com o Instituto do Cérebro (ICe) para solicitar assistência no processo, através dos e-mails grace@neuro.ufrn.br e kschmidt@neuro.ufrn.br.

NO BRASIL, A CADA 38 MINUTOS UM HOMEM MORRE VÍTIMA DE CÂNCER DE PRÓSTATA



  
Em 2016, cerca de 60 mil homens desenvolveram câncer de próstata no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer. A doença é a segunda mais recorrente entre os homens, e mesmo assim, os exames preventivos são tratados com preconceito em um universo cheio de machismo e ignorância. Cerca de 90% dos casos evolui a partir dos 55 anos, por isso, a necessidade de uma atenção maior a partir dessa idade.

De acordo com Instituto Nacional do Câncer, alguns tumores podem crescer de forma rápida e espalhando-se para outros órgãos. Porém, a grande maioria cresce de forma lenta e assintomática.

A cada 38 minutos, um homem morre vítima de câncer de próstata. A demora no diagnóstico é um dos principais problemas no combate ao câncer. Cerca de 30% dos casos já estão em fase de metástase quando são diagnosticados. Neste caso, o paciente tem maior risco de morte.

Fique atento!

Procure adotar hábitos que podem ajudar a reduzir as chances do aparecimento do câncer. Seguem alguns fatores de risco que merecem atenção:

Tabagismo; 

– Consumo excessivo de álcool;
– Alimentação rica em carne vermelha, gorduras e embutidos;
– Obesidade e sedentarismo;
CALENDÁRIO DA SAÚDE PARA OS HOMENS:
A partir dos 15 anos: 
– autoexame dos testículos: se perceber qualquer alteração deve-se procurar um médico (nódulo, por exemplo);
Periodicidade: mensal
A partir dos 30 anos: 
– autoexame dos testículos: se perceber qualquer alteração deve-se procurar um médico (nódulo, por exemplo);
– sangue: avaliação dos níveis de glicose, colesterol e triglicerídeos, função renal e hormônios da tireóide;
Periodicidade: anual
A partir dos 40: 
– autoexame dos testículos: se perceber qualquer alteração deve-se procurar um médico (nódulo, por exemplo);
– sangue: avaliação dos níveis de glicose, colesterol e triglicerídeos, função renal e hormônios da tireóide;
– próstata: exame de toque retal e sanguíneo PSA;
Periodicidade: anual
A partir dos 50: 
– autoexame dos testículos: se perceber qualquer alteração deve-se procurar um médico (nódulo, por exemplo);
– sangue: avaliação dos níveis de glicose, colesterol e triglicerídeos, função renal e hormônios da tireóide;
– próstata: exame de toque retal e sanguíneo PSA;
– Colonoscopia (diagnóstico preventivo do câncer coloretal);
Periodicidade: anual

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Beto Rosado antecipa voto contra reforma previdenciária


Após analisar as mudanças no texto da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 11/17, que trata da Reforma da Previdência, o deputado federal Beto Rosado (PP) anunciou que votará contrário à matéria, o mesmo posicionamento que ele já havia externado desde abril deste ano.

Para Beto, a Reforma traria prejuízos aos trabalhadores, por acabar com direitos adquiridos há muitos anos.

Ele frisou que entende a dificuldade financeira da Previdência, mas defendeu que haja uma solução que não prejudique os contribuintes.

“A Reforma da Previdência, mesmo com o texto mais ameno, ainda traz prejuízos, principalmente aos servidores públicos. O governo precisa buscar uma solução que não penalize o povo brasileiro. Por isso, voto contra a proposta”, enfatizou o parlamentar.Fonte:http://www.serrinhadefato.com/

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Governo divulga datas de pagamento dos servidores


O Governo do Estado conclui até o dia 13 de dezembro o pagamento da folha de outubro dos servidores.

Na próxima quarta-feira, dia 6, serão pagos os que ganham entre R$ 2.001,00 e R$ 4 mil. Neste grupo são 21.688 servidores, que totalizam R$ 64,8 milhões.

No sábado, dia 9, será paga uma parcela de R$ 4 mil aos que recebem acima desse valor. O restante dessa faixa salarial será pago no dia 13 de dezembro. Concluída esta faixa soma um total de R$ 138,5 milhões, sendo 21.927 servidores.

Novembro 

Em paralelo, o governo inicia o pagamento da folha de novembro com os servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta que tem recursos próprios, independente da faixa salarial. Estes receberão seus salários amanhã, dia 30. Neste grupo são 23.247 servidores, num R$ 50,69 milhões.

Fonte: J.Belmont

RN: 74% dos municípios pagam salários em dia, e 63% vão conseguir pagar o 13º salário até dezembro


Levantamento respondido por 99 prefeituras municipais à Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte – FEMURN aponta que 74,75% das gestões estão com os salários dos servidores em dia. O número corresponde a 74 das 99 prefeituras que responderam ao questionário da Federação. Outras 25 prefeituras, ou ainda 25,25%, admitiram atrasos no pagamento aos servidores atualmente.

Já em relação ao décimo terceiro salário, que deve ser pago até o próximo dia 20 de dezembro, 63,64% prefeituras garantiram que vão conseguir realizar o pagamento. Por outro lado, 18,18% prefeituras não vão conseguir pagar a gratificação aos servidores, e 14,14% das gestões ainda não sabem se conseguirão pagar o décimo dentro do prazo. Outras 3,03% prefeituras afirmaram que já pagaram o salário extra a seus servidores neste final de ano. O questionamento não foi respondido por 1,01% das prefeituras.

Também em relação ao décimo terceiro, a FEMURN questionou às Prefeituras sobre a antecipação do benefício. 49,49% informaram que não anteciparam o décimo. Já 30,3% das gestões anteciparam parte do benefício no meio do ano. Outras 19,19% das prefeituras pagam o décimo de acordo com o mês de aniversário do servidor. O questionamento também não foi respondido por 1,01% das prefeituras.

O Presidente da FEMURN, Benes Leocádio, acredita que a média obtida pelo levantamento mostra a realidade financeira dos municípios: “Mesmo o levantamento tendo sido respondido por 99 dos 167 municípios, pelo que temos acompanhado através de conversa com os gestores, este número representa uma média de todos os municípios do RN”, afirmou.

Ainda segundo Benes, os resultados sobre pagamento dos servidores são positivos: “A maioria dos municípios está conseguindo pagar os salários em dias. Os atrasos, algumas vezes, correspondem ao não pagamento de salários da gestão passada que não entraram no planejamento do gestor que assumiu em 2017 e ainda persiste, ou, outras vezes, a salários que são quitados no dia 10 do mês seguinte. É ruim que isso aconteça, mas dos males os menores”, afirmou Benes.

Para o Presidente da Federação, o planejamento dos gestores, aliado as orientações da FEMURN são fundamentais para que as coisas não estejam “num pior patamar”, disse Benes: “Os prefeitos sabem o momento de dificuldade que o país passa. O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) está estagnado, e muitas cidades sobrevivem dele. Então, com os poucos recursos, as prefeituras têm feito o dever de casa e se dedicado a honrar suas folhas de pagamento, o que nada mais é do que uma obrigação. E a FEMURN tem realizado parcerias com órgãos na busca de auxiliar cada vez mais as prefeituras, além de oferecer cursos e assessorias jurídica e tributária que contribuem para a melhor gestão das cidades”, afirmou o Presidente da Federação.

Décimo Terceiro depende do Auxílio Financeiro

Segundo Benes Leocádio, a incerteza do pagamento do décimo terceiro pelas Prefeituras ocorre devido à espera do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM): “É compreensível que algumas das Prefeituras digam que não terão condições de pagar o décimo terceiro, ou ao menos digam que não sabem se conseguirão pagar. O benefício representa uma segunda folha de pagamento. Diante desta dificuldade, o movimento municipalista brasileiro realizou, em Brasília, a mobilização que conquistou a AFM junto a Presidência da República. Esperamos este dinheiro prometido agora em dezembro, e torcemos que as Prefeituras descumpram o que nos disseram neste levantamento, e consigam pagar o décimo a seus servidores”, disse Benes.

Na visão do Presidente da FEMURN, o levantamento apontou que as prefeituras têm se esforçado para pagar a folha de funcionários: “A dedicação dos Prefeitos em não atrasar as folhas de pagamentos e a necessidade de complementar os valores defasados de programas federais acaba afastando a destinação dos recursos para pagar o décimo, para realização de obras, e tantas outras coisas. Essa é a realidade das prefeituras hoje. O gestor paga o salário do servidor, e sacrifica o décimo. E lá vamos nós de pires na mão para Brasília em busca de recursos”, disse Benes. De acordo com ele, um novo pacto federativo seria a solução dos atuais problemas de repasses, desde que se definissem novas competências e responsabilidades, principalmente em relação aos programas federais.

Com informações da Femurn

No RN, Sem repasses do governo, bancos cobram servidores por empréstimos consignados.


G1: Com constantes atrasos no pagamento dos salários dos servidores estaduais do Rio Grande do Norte, muitos profissionais recorreram aos empréstimos consignados para poder regularizar as contas. Porém, de acordo com servidores, as financeiras que realizam o intermédio desse tipo de empréstimo com os bancos privados deixaram de fazer esse tipo de operação, por falta de repasse das parcelas do Governo do RN ao setor bancário.

Maria do Carmo, funcionária pública há 30 anos, relata que devido aos constantes atrasos no salário, teve que recorrer ao empréstimo consignado, sendo o valor das parcelas do empréstimo descontado diretamente do salário. Porém, ela informa que o governo não repassa o dinheiro às instituições financeiras, e agora o banco cobra dela o valor das parcelas em atraso. "Pode ser feriado, domingo. Não tem dia e não tem hora. A gente pensa que é algum familiar que tá ligando, quando olha é cobrança. É o banco cobrando aquela parcela que descontou do contra-cheque, mas não foi repassada", disse ela, indignada.

Outra funcionária, que preferiu não se identificar, passa pelo mesmo problema, e relata que as parcelas dos empréstimos são descontadas em folha, mas que não chegam aos credores. Além disso, segundo ela, os bancos ligam constantemente para tentar realizar acordo para pagamento da dívida.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Após gasolina atingir recorde, preço sobe mais uma vez


Resultado de imagem para GASOLINAFoi anunciado nesta segunda-feira, 27, que o preço da gasolina vai subir em 1,8% nas refinarias a partir de terça-feira, 28. Por outro lado, o preço do diesel será reduzido em 0,2%.

O aumento ocorre após a ANP divulgar que, na semana passada, o preço médio da gasolina atingiu um novo recorde nos postos ao subir 2,6% na semana e superar a marca de R$ 4 por litro.

O preço da gasolina atingiu uma média de R$ 4,023 por litro, ante R$ 3,966 na semana anterior, segundo pesquisa da agência reguladora.

Foi o terceiro recorde semanal seguido dos preços da gasolina no país.
Alta de 23,2% em 5 meses.

UOL

INSS: Aposentados e pensionistas começam a receber segunda parcela do 13º salário


Resultado de imagem para 13 SALARIOAposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) estão recebendo a partir da última sexta-feira (24) a segunda parcela do 13º salário.

O depósito será realizado junto à folha de pagamentos mensal do órgão, que segue até o dia 07 de dezembro, uma quinta-feira.

Neste lote, serão pagos quase 30 milhões de benefícios, que corresponde à metade do valor de 13º salário, frisa a informação publicada pelo Portal Brasil.

É esperada uma injeção de ao menos R$ 20,4 bilhões na economia entre novembro e dezembro.

O pagamento da segunda parte do abono virá com desconto de imposto de renda, e as pessoas que recebem até um salário mínimo serão os primeiros beneficiados.

Asteroide de 5 km vai passar ‘raspando’ na Terra antes do Natal


Uma rocha espacial de cerca de 5km de extensão passará “de raspão” na Terra, de acordo com as proporções espaciais.
O asteroide 3200 Phaeton deve ficar a cerca de 10 milhões de quilômetros do nosso planeta em 16 de dezembro. Pode parecer grande, mas é apenas 26 vezes a distância do nosso planeta para a Lua.
A extensão do objeto é o equivalente a quase duas vezes o tamanho da avenida Paulista, no centro de São Paulo. Equivale também à distância do estádio Mané Garrincha ao Congresso Nacional, em Brasília (DF).
Segundo a Nasa (agência espacial dos EUA), não há motivo para pânico, porém: é extremamente improvável que haja qualquer dano ao nosso planeta com a passagem do Phaeton.
Ainda segundo a Nasa, a passagem do Phaeton permitirá observações bastante precisas a partir dos observatórios de Arecibo (em Porto Rico) e Goldstone (na Califórnia). “As imagens serão excelentes para obter um modelo 3D detalhado” do objeto espacial, disse a agência espacial em comunicado.
A inspiração do nome Phaeton vem da mitologia grega. Para os gregos antigos, o deus Hélio (que representava o Sol) não andava a pé: a divindade atravessava o céu do nascente ao poente em uma carruagem, puxada por quatro cavalos. Até que um filho de Hélio, Faeton, pegou o veículo emprestado para “dar um rolê”. Ele acaba perdendo o controle dos animais e quase põe fogo na Terra. Para evitar o desastre, Zeus precisa destruir a carruagem com um raio, e acaba matando Fáeton no caminho.

Fonte: Terra

Carlos Eduardo e a preparação para o futuro


 
Apesar da crise, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), vai deixar a gestão no próximo ano, para concorrer ao Governo do Estado, com pelo menos dois grandes destaques: a industrialização do lixo e a modernização do Alecrim. Esses podem ser exemplos de “gestão do futuro” a serem explorados pelo pedetista na disputa pela sucessão do governador Robinson Faria (PSD)Facebook